Cliquem aqui, http://radiovitrolaonline.com.br/, acionem a Rádio Vitrola, minimizem e naveguem suavemente sem comerciais.

.- A ÁRVORE QUE O SÁBIO VÊ, NÃO É A MESMA ÁRVORE QUE O TOLO VÊ! William Blake, londrino, 1800.

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Com licença do José Paulo Ferrari, compartilhamos esta mensagem de Feliz Ano Novo com nossos amigos. Obrigado meu querido.

Saudações, meu caro e bom amigo e irmão!

Neste momento tão especial, quando a Esperança se renova em nós, quero desejar à voce e aos teus muita Paz e Bem, no anseio que tua Alma obtenha os influxos do teu Espírito e se abra, cada vez mais, para a Verdade e o Amor, na efetiva construção de um Mundo melhor!

Saúde, Paz e Bem... no ano que esta por vir!

E que esta singela oração toque profundo o seu coração, a fim de que no momento mágico da transição possamos, em comunhão, elevar nossa prece de gratidão e rogar, também, ao Divino Reparador que sua suprema benção se estenda por toda terra e coroe a todos os nossos outros irmãos!

Feliz Ano Novo!

José Paulo Ferrari


terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Pedido dos animais

Sérgio Boa Noite !

Veja que coisa linda recebi do meu amigo Daltro, de quem já
lhe falei algumas vêzes.

Lindo, muito lindo.

Daltro é um amigo de fé, um autêntico irmão camarada.
Exemplar de ser humano com excelente caráter.

Alô Daltro!
Não poderia deixar de enviar essa mensagem
linda, para meu considerado Serjão,
amante dos animais.

Marcelo

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

IACRI/SP improdutivo? Não foi isso o que registramos

No dia 9 p.p. ao trafegarmos pela Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros, precisamente no município de IACRI/SP, chamou-nos à atenção o enorme volume de mangueiras, já produzindo, plantadas ao longo da Estrada. Não, não estão em propriedades particulares, estão às margens do leito carroçavel, na faixa pertencente ao DER - Departamento de Estradas de Rodagem, autarquia estatal, razão pela qual tiramos inúmeras fotos, fizemos um filmete e nos preparávamos para publicá-los, quando lemos no Estadão de hoje que um movimento dito social invadiu determinada fazenda de gado nas imediações, alegando improdutividade.
Esperamos que as mangueiras resistam às indesejáveis e improdutivas visitas.
Abaixo a reportagem do Jornal na íntegra.

Parabenizamos a equipe do DER pela brilhante iniciativa.


video video

CLIQUEM AQUI E LEIAM A REPORTAGEM PUBLICADA HOJE NO JORNAL O ESTADO DE SÃO PAULO

domingo, 27 de dezembro de 2009

Quem quer mudas? Esta matéria já foi lida na França!

Olá Damodara, hoje residindo em Paris. Perdão por não integrar a rede que você me convida, o Windows Live Messanger, pois já estou meio lotado, não tendo mais espaço para novas inclusões na Net. Este mesmo perdão peço a todos os demais amigos que fizeram convite idêntico, como Ben Hur, Comandante Pizarro, Celso, Itamar, Ângela Míriam, Elli, João Senna, Sidnéia, Valéria..., melhor continuarmos trocando mensagens via e.mail, pois já não estamos dando conta, mesmo passando muitas horas grudados na telinha.
Damodara, concluo que a Cecília deva estar aí com você, não? Mandem notícias. Beijos e obrigado.
Ontem ao postarmos matéria sobre a penca de bananas que ganhamos na véspera do Natal, do dr. João, nos esquecemos de fotografá-la, entretanto, o fazemos agora, já madurinhas, prontas para o consumo.
Obrigado doutor, o que reforça o adágio popular; "Quem planta colhe".
Infelizmente têm aqueles que não plantam e vão colher o que o vizinho plantou, né não?

sábado, 26 de dezembro de 2009

Quem quer mudas?

Grande parte da arborização do nosso bairro, Residencial dr. Lessa, se deve a uma equatoriana chamada Cecília Estrella. Mantinha em sua casa um viveiro de mudas e as plantava nas áreas públicas. Não jogava as mudas na terra, as plantava, literalmente, adubando, cuidando, regando, substituindo. Fazia por amor. Tal atitude provocou enorme ciumeira. Remava contra a maré. Até veneno foi pulverizado nas copas das "rebentas". Ainda hoje, depois de adultas, formadas, lindas, há quem as cortem.
Maldade? Ignorância? Inveja? Não sei.A Cecília se foi para o Equador. Sem reconhecimento, sem homenagem, sem muito obrigado, sem nada. Sua obra permanece. Torço e espero, que para sempre.
Felizmente o Bairro conta com outra nobre alma, o Afonso, que prossegue nesse trabalho voluntário, desenvolve mudas, as doa e aos interessados residentes nas proximidades, ainda as entrega, plantadas.

Os frutos sempre são colhidos, apesar das adversidades. Incrível como existem inimigos de árvores. Não consigo entender.


Estes exemplares são para doações.



Estas três poses colhidas há pouco pelo bloguito são de um exemplar de "Uva Japonesa" desenvolvida pelo Afonso, presenteada ao amigo comum, Comandante Carlos, há uns quatro anos, plantada e mantida com carinho pelo receptor e já frutificando.

Aqui, o Nelton, plantando essa espécie, também criada pelo Afonso, de fronte à casa do amigo dr. João, no Bairro vizinho Real Ville.
Nas proximidades de onde o Nelton estava a plantar, foi colhida esta foto de um quero quero que lá reside.
Esta bananeira, frutificando, no quintal da casa do dr. João, é filhote desenvolvido aqui no estúdio do bloguito, que por sua vez, veio doada da casa do Afonso. O bloguito ganhou, na véspera de Natal, uma penca desse precioso fruto.Bom, quem quiser exemplares de mudas de "Uva Japonesa", abacateiro, mangueira, é só nos enviar e.mail que o bloguito providenciará a entrega e nas proximidades, ainda as plantará, sem custos, claro.

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Feliz Natal prezados leitores

video
{...} Quem são?
- Os chefes, os magnatas, os reis: os condutores de povos.

Conduzem-nos... não sabem para onde.
E viu, entremeio à multidão, homens armados, tangendo o triste rebanho a golpes de espada ou vergalho. E viu uns homens de toga negra que liam papéis e davam sentenças, fazendo pendurar de forcas miseráveis criaturas, e a outras cortar a cabeça, e a outras lançar em ergástulos para o apodrecimento em vida. E viu homens a cavalo, carnavalescamente vestidos, empenachados de plumas, que arregimentavam as massas, armavam-nas e atiravam-nas umas contra as outras. E viu que depois de tremenda carnificina um grupo abandonava o campo em desordem, e outro, atolado em sangue e em carne gemebunda, cantava o triunfo num delírio orgíaco, ao som de músicas marciais. E viu que os homens de penacho organizadores das chacinas eram tidos em elevadíssima conta. Todos os aplaudiam, delirantes, e os carregavam em charolas de apoteose. E viu que a multidão caminhava sempre inquieta e em guarda, porque o irmão roubava o irmão, e o filho matava o pai, e o amigo enganava o amigo, e todos se maldiziam e se caluniavam, e se detestavam e jamais se compreendiam...

Horrorizado, Gabriel cerrou a cortina do futuro e disse ao Criador:
Só clicando abaixo saberão;


http://www1.folha.uol.com.br/folha/ilustrada/ult90u395351.shtml

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Ribeirão Preto respeita pássaros urbanos


Saudade de Herculândia XLII

Como dissemos no post anterior, nossos conterrâneos stão se destacando na contribuição ao planeta, em reconstruir o verde que está sendo subtraído com rapidez impressionante.
Em ligeiro bate papo com o prefeito da querida Herculândia, fomos informados pelo sr. José Carlos Rodrigues Adorno que entre chácaras, sítios e fazendas, Herculândia conta com mais de 150 propriedades em franca produção de mudas, das mais variadas espécies.
O Prefeito empunhou a bandeira do verde e pretende tornar Herculândia, atual "Capital da Muda", em "Capital do Verde", pois existem perto de 200 caminhões de porte médio (F 4000), que partem semanalmente com a preciosa carga, percorrendo os municípios deste Brasil afora, distribuíndo tão cobiçada variedade.
Este segmente alavancou a economia da cidade, pois nos finais de semana o município fica coalhado com esses utilitários, cujos proprietários para lá acorrem, para reabastecimento e visita aos familiares, pois passam a semana toda trabalhando com afinco no gratificante trabalho.

Abaixo temos a Serraria Ecológica dos Irmãos Emed, que só trabalha com madeira de reflorestamento, contribuíndo para que a preservação ambiental seja respeitada e estas informações nos foram transmitidas pelo patriarca da família, o querido Zinho, João Moreira Emed, nosso conhecido e amigo desde a infância.
Aí está o Félix, na sua caminhote de ano 1988, em estado de zero quilômetro, a qual nos conduziu nessa agradável viagem. Dependesse do Felão, as montadoras fechavam suas portas, pois com esse carro, de conservação invejável, irá até o nosso final, né não, Felão?
Compuseram uma canção no tempo da Jabiraca, que dizia mais ou menos assim; Herculândia é uma cidade pequenina, onde temos quem nos queira, ...
Quem se lembrar dela que nos envie a letra para publicarmos.
Um grande abraço caros amigos herculandenses.

Voltaremos ao tema, ainda temos muitas fotos.

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

São 0,38h. Sensacional entrevista c/ dr. Elsimar Coutinho. Baiano "porreta". Recomendada para mulheres e médicos. Imperdível. Vejam até o final.

Parabéns Juca Chaves.









Paz Profunda, em seu nobre coração!

Agradecemos, retribuímos e compartilhamos com nossos leitores esta profunda mensagem recebida do amigo José Paulo Ferrari, cujas crônicas estão indicadas na coluna à diteita.--->

Meu caro e bom amigo e irmão;

Neste momento mágico, quando reverenciamos o nascimento do menino Jesus, O Príncipe da Paz Universal, na esperança de que sua Luz e seu Amor, também, renasçam no interior de cada um de nós,
queremos comungar, ainda que em pensamento e emoção,
com o querido amigo e seus familiares para, juntos, elevarmos nossa prece e nossa súplica rogando pela Paz e pelo Bem
todos os homens, nossos irmãos de humanidade.

Que possam todos, em todos os cantos de mundo em suas crenças e devoções, voltar os olhos para o alto e, reconhecendo os encantos da Criação, viver intensamente o verdadeiro Sentimento do Perdão para contribuirmos com o surgimento de um Novo Ano,
pleno de alegrias e intensos de belas realizações!

Paz Profunda, em seu nobre coração!
Do amigo e irmão José Paulo.

Saudade de Herculândia XLI

Olá amigo, descobri seu e-mail com o Edmir. Faça contato.
Senna

Quantas alegrias este bloguito está nos proporcionando.

A Meire outro dia disse; Oi Primo. Como vai? Pelo visto está ótimo.
Ví as fotos de Herculândia. Primo, não sabia que você gostava tanto da terrinha.

Pois é Meire, claro que eu sabia que gostava da terrinha, mas tanto assim, só o tempo está demonstrando.
Interessante que dos meus 68 longos anos, passei apenas uns 15 por lá, pois residimos em Inúbia Paulista por uns 5 anos e em 1961 fui para a Capital, mas nossas raizes se fincaram com profundidade e sempre fizeram parte de nossas lembranças.
Agora, graças a uma feliz inspiração, através do ecoeantigos, com esta seção voltada exclusivamente para aterra amada, estamos tendo notícias de muitas pessoas queridas que fazem parte de nossa história, como é o caso do João Senna, que nos idos de 1963 nos apresentou à primeira dama do bloguito, Maria Ângela.
O Senna é o culpado de tudo, Graças a Deus.
Aí está meu querido Joãozinho. O contato está feito e o prosseguiremos à eternidade.
Muitíssimo obrigado a todos vocês, meus amados conterrâneos e em especial ao Mi, que está dando a maior força a esta causa e olhem que ele é de geração recente.
Abraços, muitos abraços.
Sérgio.
PS: Senna, veja se este filmete te lembra alguma coisa;

Saudade de Herculândia XL

Olá Edmir:
Muito obrigado pelo seu amável e.mail. Realmente demoramos um pouco para falarmos sobre a nossa rápida passagem pela querida Herculândia nessa agradável viagem.
Pode acreditar, Mi, desenvolvemos as postagens de conformidade com a inspiração recebida. Tenha certeza de que não nos move interesses políticos, financeiros ou religiosos, pois somos guiados exclusivamente pelo coração.
Félix, Braz Rodrigues e José Arteiro. Pena que a bateria havia se esgotado e não pudemos registrar a querida Elci Rocha, que por sinal aniversariava nesse dia, 09/12/09. Parabéns Elci.

Deixamos para registrar o ocorrido em Herculândia para o final, porque temos umas 50 fotos e as postaremos todas, narrando detalhes sobre os registros.
Daremos ênfase na vocação privilegiada e invejável que nossos conterrâneos adotaram nas últimas décadas, de desenvolver, produzir e disseminar efetivamente o verde Brasil afora.

Edmir, João Moreira Emed (Zinho), Félix, Sérgio e Pedro Emed.

Agradecemos a sua pronta interferência ao nos colocar frente ao prefeito municipal, sr. José Carlos Rodrigues Adorno, o qual conhecemos quando criança, pois atendíamos o seu pai,. sr. Alceu, com seu caminhão Mercedez Bens, 1957, azul, quando cliente do posto de combustíveis do meu saudoso avô, Luiz Garcia Martinez, ocasião em que o prefeito. Adorno nos informou sobre seu plano de incentivar cada vez mais este segmento na "Capital das Mudas", outrora, "Brinco da Alta Paulista".

Jardim de Herculândia, na nossa época cuidado carinhosamente pelo sr. Santo Tonus, ponto onde estacionava a Jabiraca. (ônibus municipal, Chevrolet 1938, dirigido pelo sr. Bigode, que transportava os estudantes secundaristas para Tupã).
Também recebemos carinhoso e.mail da Sidnéia, filha do Otácilio Vieira, o qual registramos neste espaço.
Ao Otácilio cabe um reconhecimento eterno pela inestimável colaboração prestada à minha família por ocasião da implantação do Posto São Paulo de combustíveis. No começo passamos por momentos difíceis, minorados pela expressiva dedicação desse guerreiro chamado Otácílio, ao qual manifestamos de público, agradecimento pelo impagável apoio.
Félix ao lado de sua professora do Grupo Escolar, dona Delazir, que quando soube de sua estada na cidade, pediu sua presença para lhe dar um abraço.
Félix, dr. Beltran Marin Gasques e Sérgio. O Beltran assim se referiu em e.mail;
{...} Praça das serestas, do Nelindo e seu violão, que varava as noites nos finais de semana, do Arnaldo Couto, do Elcio, irmão do Pedro Maloca, das garrafadas de farmácia do saudoso tempo da boemia. Lembra-se Sérgio, dos porres que eventualmente (apenas eventualmente) tomávamos, lá, bem junto da fonte Luminosa?
Félix no Hospital Evangélico de Tupã, ao lado da equipe e de um colega do Tio Jesus, que lá permanece em difícil, complicada e lenta recuperação de acidente cerebral vascular. O Félix sempre se refere com muito carinho de pessoas amigas de Herculândia que sempre prestam apoio ao acamado Tio Jesus.
Félix, prof. Adhemar Tamaoki e profª Célia do Val Tamaoki, nossos amigos de juventude, atualmente residentes em Tupã. Célia e Ade prometeram nos visitar em fevereiro, logo após o carnaval, para darmos uma esticada até Ubatuba. Aguardaremos ansiosos este momento e a Meire que já vá se preparando para o evento.
Voltaremos a falar sobre a querida terrinha amada.